sexta-feira, 7 de agosto de 2009

Quem sabe, sabe

Quarta feira durante o jogo Flamengo e Goiás vimos uma amostra do que está ocorrendo com o futebol brasileiro. Durante o jogo vimos jogadores medianos e apenas 2 que realmente sabem jogar futebol, e esses dois são jogadores de 36 e 35 anos.

O primeiro deles é Djean Petković, aos 36 anos o sérvio conduziu o Flamengo ao empate em 2x2, (Goias venceu o 1º tempo por 2x0), o jogador longe da forma fisica ideal conduziu como um maestro o time do Flamengo no segundo tempo. O 2º gol foi um gol de quem sabe, a forma fisica pode ser perdida, mas a técnica, a categoria essas acompanham o jogador até a velhice.


O outro jogador diferenciado é o "senhor" Iarley, atacante do Goiás, com passagens por Real Madrid B e Boca Juniors, Iarley fez o gol da vitória do Goiás no ultimo minuto, é inteligente, sabe a hora de correr e a hora de parar, a hora de partir para cima, a hora de segurar o jogo, basta lembrar que foi o melhor jogador em campo no Mundial de Clubes contra o Barcelona em 2006.

Agora uma pergunta fica no ar, porque esses jogadores tão "velhos" são diferenciados? A resposta é simples, eles são os unicos de seus times que sabem jogar futebol! Pet e Iarley são os únicos de Flamengo e Goiás que enxergam o jogo de futebol, digo mais no Brasil há poucos jogadores assim. O problema vem das categorias de base, treinadores preferem formar volantes parrudos e resistentes, que marcam como um carrapato e batem nos adversários porém erram passes de 2 metros. Já o meia talentoso, com toque diferenciado e habilidade, porém sem força física fica de fora. Então resta aos clubes contratar aqueles profissionais mais velhos que foram formados em outros tempos, na época em que a técnica prevalecia sobre a força.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário